segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

Imprevistos no Casamento

Contratar um cerimonialista de confiança é um bom começo!

Imagem ilustrativa / Foto: Getty Images
Por Renata Demôro

Você tem pesadelos com o bolo que não chegou ou o vestido de noiva que não foi entregue? Comum entre as noivas, a TPC (Tensão Pré Casamento) tem motivo, afinal, são tantas coisas para coordenar, fornecedores para pagar, problemas que podem acontecer. De acordo com a cerimonialista Flávia Cavaliere, da Cerimoniale, que já viu todo tipo de imprevistos no grande dia, organização e planejamento afastam boa parte dos problemas: “Alguns casais fazem contato com o fornecedor, realizam o depósito, mas não dão essa informação ao profissional. Dessa forma, vi o bolo e as bebidas não aparecerem, já que a pessoa não identificou o pagamento e sequer sabia que foi realmente contratada para aquele evento. Um telefonema ou e-mail de retorno pode evitar esse tipo de problema”.

Quer afastar a possibilidade de ter dor de cabeça com o tão sonhado vestido? Nada de pressa! “Não peça a retirada do modelo com muita antecedência. Até o dia do casamento você pode perder ou ganhar alguns quilinhos. Recomendo pegar o vestido na semana do casamento. Assim você pode experimentar na frente da costureira pela última vez e pedir para ajustar, se for necessário”, diz Flavia Cavaliere. Abaixo, saiba como evitar e solucionar problemas comuns no dia do casamento:
  • 1
    Não corra riscos
    “Tenha um bom um bom cerimonialista e delegue poderes a ele. Isso evita que a maioria dos problemas aconteça, já esse profissional se antecipa aos fatos. E se houver algum imprevisto, ele conseguirá solucionar com serenidade”, orienta Flavia Cavaliere. A cerimonialista dá algumas dicas importantes para que tudo saia como planejado: “Os geradores são extremamente necessários. Você vai torcer para não precisar usá-los, mas eles estarão lá, caso haja uma queda de energia. Já a contratação de bebidas em um distribuidor com plantão noturno é ideal para socorrer a festa, caso o consumo extrapole o previsto. Casamentos na serra, praia ou locais ao ar livre devem ter repelente nos banheiros. Quando realizados no outono ou inverno, aquecedores a gás em pontos estratégicos evitam que as pessoas deixem a festa por conta do frio. Toldos também são necessários para proteger da chuva e do orvalho”.

    Para ajudar na escolha da data ideal, procure saber sobre o clima naquele mês, as flores da estação e os eventos que poderão acontecer na cidade.
    As casas de festa costumam fazer pacotes especiais para casamentos em dias úteis, mas entenda que você pode andar até o altar em meio a uma dúzia de pessoas. Quando os convidados não conseguem sair mais cedo do trabalho acabam indo direto para a festa e uma cerimônia vazia deixa qualquer noiva frustrada. Avalie esse tipo de risco e pense bem se vale a pena.
  • 2
    Atrasos
    Noiva pode atrasar? Hoje em dia os atrasos propositais não são bem tolerados – por convidados ou profissionais envolvidos com o evento. “Se você sabe que vai haver um show na praia bem na hora do seu casamento, pegue outro caminho. É véspera de feriado? Saia mais cedo do hotel. Noiva atrasada é muito deselegante”, orienta Flavia Cavaliere. Um Dia da Noiva divertidíssimo também pode se transformar em um problema:

    “Noiva que se arruma com muitas madrinhas pode perder a hora facilmente”
    , diz Carol Souza Lima, assessora e decoradora de eventos. Ela explica que o atraso de padrinhos é comum. “Pedir que eles estejam na igreja 30 minutos antes do horário descrito no convite é uma boa solução”, diz Carol. Quando eles não conseguem chegar a tempo de compor o altar, a cerimonialista, assessora ou organizadora do evento providenciará uma pessoa, também especial para o casal, para completar o cortejo. Segundo Flavia Cavaliere, avisar aos convidados sobre possíveis dificuldades de acesso ou transporte ao casamento evita esse tipo de problema.
  • 3
    Problemas com fornecedores
    Esse é o tipo de situação que pode tirar a noiva do sério. Por isso mesmo, as cerimonialistas não costumam repassá-la aos noivos. “Não posso evitar todos os problemas, mas minha função é solucioná-los. Se faltar o bolo, as bebidas ou bufê, vou correr para resolver, sem que noivos ou convidados percebam. Para fastar esse tipo de problema, contrate fornecedores conhecidos no mercado, com boas referências, e com quem o cerimonial está costumado a trabalhar”, avalia Carol Souza Lima.

    Se você optar por não ter uma equipe de cerimonial, correr atrás de um novo bolo pode não ser tarefa fácil. Se ainda assim decidir organizar seu casamento sem ajuda, delegue funções para pessoas próximas e em que possa confiar. Elas ficarão responsáveis por correr atrás de uma solução, sem deixar que você perceba. Jamais tente solucionar tudo sozinha ou o investimento do casal naquela data irá por água abaixo enquanto você tenta alugar mais uma toalha de mesa ou o guardanapo que está faltando. “É muito importante que os noivos escolham ser felizes neste dia. Se faltar uma daminha, o salto quebrar e a noiva precisar casar com outro modelo, ou maquiador atrasar duas horas: guardem tudo isso em outro lugar, divirtam-se e sejam felizes”, recomenda Flavia Cavaliere.

Nenhum comentário:

Postar um comentário